quarta-feira, 20 de abril de 2016

FAZENDO Teshuvá - תשובה

Fazendo Teshuvá - תשובה

"O único caminho para as bênçãos do Senhor" 


Em toda bíblia podemos perceber um Deus misericordioso, que é justo e que ama a ponto de reconhecer nosso arrependimento.

Existe um termo em hebraico o תשובה Teshuvá, que significa arrepender, voltar atrás, voltar-se ao Senhor.
É muito importante nos entendermos que Deus deseja que nós nos voltemos a Ele, que nos arrependamos com sinceridade, a ponto de não fazer mais, mudar de hábito literalmente.

No livro do profeta Jonas temos uma mensagem de condenação, de juízo do Senhor para com aquele povo, no entanto houve da parte deles um arrependimento genuíno, o que fez com que o Adonai desfizesse sua ira e retirasse a punição.

"Viu Deus o que fizeram, como se converteram do seu mau caminho, e Deus se
arrependeu do mal que tinha dito lhes faria, e não o fez" Jonas 3.10

Em 2 Crônicas 7 também encontramos uma instrução de Deus para que nos voltemos a Ele..

"E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha
face, e se desviar dos seus maus caminhos, então eu ouvirei do céu, e perdoarei os
seus pecados, e sararei a sua terra."

A mensagem de Deus para nós hoje é está: Arrependimento trás perdão e bênçãos. 
Se de fato nos arrependermos, fizermos Teshuvá no seu sentido mais profundo, então
estaremos vivendo de acordo com a vontade de Deus e prontos para recebermos suas
bênçãos.

Fale com Deus hoje, arrependa-se verdadeiramente, se volte para Deus e esteja pronto para viver segundo a vontade de Deus pois, esta é a única maneira de viver as bênçãos do Altíssimo.

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Agradar a MAringaensses e..

Agradar a alguns e frustrar a outros..
É assim que a prefeitura de Maringá deve estar sentindo-se.
Pra quem não sabe ainda, passa a saber, A prefeitura proibiu os motoristas de estacionar veículos em algumas áreas da Av. Morangueira, o Motivo: Facilitar a paragem e o tráfego de ónibus na área. Tecnicamente apenas nos horários 6h às 9h e das 17h às 19h. segund dizem, "desafogariam 13 linhas de ónibus da região norte da cidade".
O outro lado.
Os comerciantes da região afetada pela mudança já foram a camara de vereadores, ja se manifestaram contra o projeto, mas a realidade é única: NINGUÉM TOCA NA TCCC...

Há pouco tempo, foi feita uma licitação para mudar o transporte público por aqui, adivinhem quem venceu?
A mesma empresa. Ha alguns anos atras, quando na mesma situação de licitações, surpreendentemente a maioria dos vereadores da época apareceram cada um com uma camioneta 4x4 modelo novo da época, e a votação obviamente foi a favor da empresa ainda em vigor. não digo de forma alguma que alguem de alguma empresa pudesse ofertar algo por algum favor em particular,  talvez fosse apenas uma liquidação da época com ótimos preços.

Quanto a cituação atual, creio que as mudanças para o melhor desenvolvimento da cidade devem ser feitas, sou a favor do crescimento da cidade, mas devemos pensar muito mais no futuro dos cidadões do que em qualquer interesse particular.

Fica aqui apenas a opinião expressa e a informação atualizada...

quinta-feira, 17 de março de 2011

“Depois do Carnaval a gente fala sobre isso”


“Depois do Carnaval a gente fala sobre isso”

Atilano Muradas (*)

Chico Buarque compôs uma canção intitulada “Quando o carnaval chegar” e faz interessantes colocações que revelam a alma do brasileiro no período compreendido entre o Natal e o Carnaval. A letra parece vinda do interior do inconsciente popular e encerra a verdade incrustada na alma do brasileiro de que o mundo para durante esse período. No Natal e na virada do ano se pode e se deve ser religioso, afinal, todo mundo aceita que Deus nos deu a vida e tudo o que temos, mas, no Carnaval será permitido desabafar ao máximo e todos os demônios poderão ser soltos. E a repetição da frase “Tou me guardando pra quando o carnaval chegar” soa como um mantra cuja melodia expressa perfeitamente um desejo ansioso, mas que tem paciência de esperar pelo dia.

“Eu vejo as pernas de louça da moça que passa e não posso pegar. Há quanto tempo desejo seu beijo molhado de maracujá. Tou me guardando pra quando o carnaval chegar.” Essa intenção descarada de conquistar mulheres parece ser a mola propulsora do Carnaval. Tudo gira em torno da mulher brasileira bonita e formosa que desfila nua a ponto de atrair interesses internacionais. As autoridades escondem informações, mas, nos dias do Carnaval, a prostituição aumenta, milhões de meninas ficam grávidas – então, abortos ocorrerão, em breve –, famílias são destruídas, e por aí vai. Que beijo caro o dessa mulher!

“E quem me ofende, humilhando, pisando, pensando que eu vou aturar, e quem me vê apanhando da vida duvida que eu vá revidar. Tou me guardando pra quando o carnaval chegar.” Com tanto ódio armazenado é evidente que esse cidadão irá fazer bobagem. Lúcido ou bêbado ele irá assassinar alguém. A polícia não revela claramente, mas qualquer um sabe que milhares de pessoas morrem durante o Carnaval decorrente de extravagâncias. As drogas e a bebida causam brigas e assassinatos, mortes no trânsito, violência familiar, e, cada vez mais, vidas são ceifadas desnecessariamente. Será que o investimento público nessa festa vale a pena?

“Eu tenho tanta alegria, adiada, abafada, quem dera gritar. Tou me guardando pra quando o carnaval chegar.” Tantos meses guardando essa ansiedade não é de admirar que alguém tenha disposição para varar quatro dias e noites seguidos se acabando fisicamente atrás de um Trio Elétrico. Depois disso, a desilusão da volta à realidade. Quantos suicídios, quantas depressões, problemas familiares, ressentimentos, quantos jovens introduzidos na prostituição, nas drogas, na bebida, no crime, na malandragem.

Apesar desse tema ser óbvio, o curioso é que ele se repete ano após ano, e parece piorar quanto mais somos conscientes dele. Enquanto o compositor sabe exatamente o que o povo deseja, a Igreja, por sua vez, não segue a mesma tendência, então, segue adormecida. Infelizmente, entre o Natal e o Carnaval muitas igrejas praticamente fecham suas portas. Enquanto os ansiosos por extravasarem os seus desejos carnais continuam cantando os versos dessa canção, a Escola Bíblica e o Departamento Infantil trabalham meia boca – quando trabalham –, as ações missionárias diminuem, a secretaria faz meio expediente e o pastor tira férias. Nesse ínterim, milhões de pessoas morrem sem Jesus, outros perdem a oportunidade de conhecê-lo, e os membros das igrejas deixam de ser edificados.

Os cristãos brasileiros precisam, urgentemente, se desvencilharem dessa herança maligna de se guiarem pelo Carnaval porque, enquanto isso, o Diabo, que trabalha duro todo o ano, faz hora extra para roubar, matar e destruir o máximo de gente possível, inclusive, os cristãos distraídos e despreparados. Todos sabem disso, mas cadê a atitude de mudar? Por favor, não venha me dizer que só irá pensar neste assunto depois do Carnaval!

(*) Atilano Muradas é compositor, jornalista, escritor, músico, pastor e conferencista. Reside com a família em Houston, nos Estados Unidos, tem três livros publicados e oito CDs gravados. Site: www.atilanomuradas.com Contato: atilanomuradas@uol.com.br

Tomei a liberdade de copiar a mensagem do amado Pr. Atilano Muradas no site de sua igreja : http://igrejapresbiterianaemhouston.com/

domingo, 18 de abril de 2010

Cuide bem dos seus Olhos...







http://farm1.static.flickr.com/135/352888097_f12fe48b0e_o.jpg Olhos, dizem ser a janela da alma..

Olhos, sua direção dizem quase sempre..

http://1.bp.blogspot.com/_MUa6zKxFE4I/Se4ji4nB9OI/AAAAAAAABGs/JQkEBb4wTos/s400/olho+com+cifr%C3%A3o.jpg
Em que estamos pensando..
O que estamos sentindo..

Qual a nossa intenção..

Em uma conversação não existe nada melhor que um olhar que vai de encontro ao outro..

É uma mostra de sinceridade, de que se esta dizendo a verdade..

Foram com os olhos que Adão e Eva notaram sua nudez,

São os mesmos olhos que desviamos ao passar pelo necessitado,

Os olhos que fechamos para fazer um pedido à Deus,

Aquele olho que abrimos durante a oração para ver quem esta nos vendo orar,

Olhos, olhos que jorram lágrimas ao ser decepcionado por um amigo, namorado(a) ou familiar,

Olhos que choram por sentir a presença de Deus ( ou por não senti-la ),
http://olharazul.blogs.sapo.pt/arquivo/olhos-nos-olhos.jpg
São os olhos que levantamos para buscar socorro,

Olhos, aqueles que descuidamos ao coçar com as mãos sujas,

Aqueles que descuidamos ao colocar diante imagens que tardarão dias ou talvez anos em sair da mente,

Foram os olhos de Sansão que foram furados ao entregar o segredo da sua força..

Cuide bem dos seus olhos...

by: Jonas B. Ramos

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Narguile

Uma contradição chamada Narguile


O simples fato de termos em São Paulo uma lei estadual que limita o consumo de cigarros a locais determinados, com o objetivo claro de defender a saúde de quem não fuma, deveria também limitar a venda e uso do narguilé.

Caso você não saiba, narguilé é um cachimbo de água usado geralmente de maneira coletiva, onde várias pessoas fumam. E muito. Tipo uma roda onde se aprecia as delícias e os prazeres do Fondue. A diferença é que na roda do narguilé se aprecia o fumo.

No clássico Alice no País das Maravilhas, quem assistiu deve se lembrar, tem uma cena com uma estranha lagarta utilizando um narguilé para fumar. Ou seja, embora ser novidade por aqui, é bastante antigo. É de origem árabe. Algumas versões dizem que ele teria sido inventado no século XVII pelo médico Hakim Abul Fath, como um instrumento para retirar as impurezas da fumaça. Até hoje, pelo fato da fumaça passar pela água até chegar ao fumante, seus usuários acreditam nessa "lenda", divulgando que o fumo fica mais leve. Puro engano.

A Universidade de Brasília, em testes recentes, mostra que cada duas horas de uso do aparelho equivale o mesmo que o consumo de 200 cigarros para cada um dos usuários. Já em 2006, a Organização Mundial de Saúde, chamava atenção para o perigo de uma sessão entre amigos, mostrando que de 20 minutos à uma hora seria suficiente para cada um dos fumantes engolir até 50 litros de fumaça.

O problema piora quando se encontra com uma letal característica dos jovens consumidores: a sede insaciável por novidades. Quando o narguilé fica comum, muitos substituem a água por vodka ou outra bebida alcoólica. Depois que esta opção também fica comum, muitos substituem o danoso fumo por substâncias ainda mais danosas: crack e maconha. E por aí vai.

Por que cada vez mais jovens estão se colocando nas rodas de narguilé? Pelos velhos motivos de sempre. Pressão da turma, aceitação na turma, excitação pelo novo, o status que a rebeldia confere, o símbolo de modernidade e lamentavelmente, entre tantos outros motivos, a famigerada e inconseqüente atitude de querer estar na moda. Não importa qual moda, desde que seja moda, o que vale é se atualizar, prejuízos e conseqüências não contam.

É proibido vender cigarro para menor, diz a lei. É proibido permitir que um menor fume em qualquer lugar . É proibido fumar em lugares fechados e públicos, diz a lei. Então o narguilé precisa de proibições também, ao contrário, continuará se aproveitando da contradição entre prática e discurso social.

Agora é com você, garoto e garota que ama os átrios e os altares na casa do Pai, que adora como um levita ou com os levitas, que ora e se emociona, que brada bem alto "eu sou de Jesus!". Diga não para a sedução chamada narguilé, trata-se de uma arapuca bem armada para te apanhar. Esta arapuca só é desarmada quando seu caçador tem certeza que você não pode mais fugir. Ainda dá tempo. Existem rodas bem melhores para você estar, aquelas nas quais se medita na lei do Senhor dia e noite. Venha para a luz da presença transformadora de Cristo. Águas, só a do Espírito. Fumaça, só a da Glória do Santo dos Santos. Abra o coração e deixe-se transformar pela renovação do seu entendimento.

Não espere a lei mandar, antes, na influência da graça de Cristo, dedique sua vida e seu corpo para O louvar.

Paz!

Pr. Edmilson Mendes


Edmilson Ferreira Mendes é teólogo. Atua profissionalmente há mais de 20 anos na área de Propaganda e Marketing. Voluntariamente, exerce o pastorado há mais de dez anos. Além de conferencista e preletor em vários eventos, também é escritor, autor de quatro livros: '"Adolescência Virtual", "Por que esta geração não acorda?", "Caminhos" e "Aliança".


Contatos com o pastor Edmilson Mendes:

mendeslongo@uol.com.br

domingo, 16 de agosto de 2009

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Humildes perante nos, os outros e perante DEUS...




Toco Violão e guitarra desde meus 13 anos de Idade,
meu sonho era, e continua sendo, tocar saxofone.
O problema era que não tínhamos dinheiro para comprar um SAXOFONE(na época custava entre 3000R$ e 4000R$).
Então, meu pai ( guitarrista também ) me incentivou a aprender Violão..
Fui um bom aprendiz..

Logo, mudei-me para uma outra cidade, pouco tempo depois já fazia parte do Grupo de Louvor...
Não demorei muito à distinguir as "panelinhas";
Estando no meio em que vivem as outras pessoas, conseguimos analisar o comportamento de cada um.

O que me angustia mais são aqueles indivíduos que agem com arrogância para com os outros.
E no meio Evangélico? não, não... isso não deve estar acontecendo...

"...Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o Reino dos Céus...."(Mateus 5)
Palavras de Jesus...

Pior ainda é a competição entre membros do departamento musical.
Se fosse com a intenção de Fazer o Melhor Pra Deus, tudo bem seria um pouco mais aceitável.
o Problema é que fazem-no no intuito de mostrar-se melhor do que o outro, o que esta claramente visto que é uma batalha de EGOS...

1 PORTANTO, se há algum conforto em Cristo, se alguma consolação de amor, se alguma comunhão no Espírito, se alguns entranháveis afectos e compaixões,
2 Completai o meu gozo, para que sintais o mesmo, tendo o mesmo amor, o mesmo ânimo, sentindo uma mesma coisa.
3 Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo.
Filipensses 2:1-3

A verdade é que ninguém é perfeito, no entanto, se procurarmos ser mais humildes teremos melhores dias e seremos melhores Pessoas.

No ângulo de quem esta no meio evangelico ->> O momento de LOUVOR E ADORAÇÃO não é pra ser um "showzinho" no qual todos mostram do que são capazes. Devemos atingir o nosso objectivo ADORAR, GLORIFICAR E ENGRANDECER À DEUS através dos dons preciosos que Ele nos concedeu.

Em fim..
(de uma passadinha em SALMO 34 : 5-7 :-P)